0

Capoeira, movimento, saúde e vida

Posted by José Flávio Santos de Carvalho on 21:55
Segunda-feira, 01 de fevereiro



Em meados desse mês que termina aproveitei um belo fim de tarde e fui à Lagoa do Taquaral dar uma volta de bicicleta. Sempre tenho o cuidado de cuidar do corpo, pois vai que, em algum momento, ele me cobre a conta, não é verdade? Já pensou se não tenho um extra de saúde em caixa? Aí vai ficar complicado. Então, procuro, sempre que posso, depositar algumas reservas nos bancos da saúde.

Falando desse assunto, final do ano passado, a Prefeitura Municipal de Campinas, teve uma ideia excelente. Aproveitando o horário de verão o órgão da municipalidade lançou a Operação “Verão Vivo”, que começou a funcionar no domingo, 1o de dezembro de 2015. A operação consiste no fechamento da pista interna da Avenida Dr. Heitor Penteado, que circunda a lagoa, e, em contiguidade, fechou também a pista interna da Praça Arautos da Paz. Com isso os pedestres ganharam seis quilômetros exclusivos para atividades de lazer. A medida vale para os dias de terça a sexta, no horário das 19 às 22 horas, e aos sábados das 14 às 22 horas. A Operação “Verão Vivo” se estende até o dia vinte de fevereiro. Lembrando que o horário de verão termina do dia 21 de fevereiro, quando a partir de zero horas desse dia, os relógios deverão ser atrasados nas regiões onde vigora esse horário.

Acontecendo em outros horários, o que já acontece, normalmente, em dias de domingo e feriado, a população não perdeu tempo: foi às práticas esportivas na Lagoa, e foi em grande número. Milhares de pessoas têm aparecido por lá, todos finais de tarde, em busca de descontração, saúde e lazer.

Tenho aparecido por lá também em busca desses objetivos sempre que o tempo me permite. No passeio ao qual me referi no primeiro parágrafo desse texto, encontrei por lá outro esportista, o Mestre Topete, praticante e professor da capoeira. Ele me falou de uma roda de capoeira que ocorreria no local onde fica a escola, no Terminal Central de Campinas, no dia 24 de janeiro. Eu confirmei minha presença no evento.



No dia combinado, por volta do meio-dia, fui ver a roda de capoeira do Mestre Topete, que recebia amigos de outras cidades, e de outros núcleos da escola. Enquanto observava a roda, por consequência, o movimento dos capoeiristas. Muito gingado, um pouco de malandragem, e muita seriedade envolve essa dança/luta/arte. É preciso muita concentração, dialogo parceria e concentração aos dois capoeiristas que se apresentam no centro da roda.

Aos que tocam o berimbau, os atabaques, agogôs, e pandeiros, é preciso muita vibração, afinação que façam as ondas sonoras serem um terceiro elemento na dança, aliada dos dois capoeiristas que, alegremente, se enfrentam.

A todos é preciso muita alegria e envolvimento no jogo.

Naquela dança, luta, e arte, como na vida, tudo era movimento. Os ônibus que circulavam por cima do viaduto, os ônibus que chegavam e saiam do terminal, repletos de passageiros, as pessoas que, aproveitando a quente manhã de sábado, tomavam uma gostosa cerveja gelada, acompanhada de petiscos. Enfim pessoas buscando vida, pessoas ocupadas em viver a vida.

As aulas de capoeira na Escola de Capoeira Angola Resistência, já tiveram seu início para o ano de 2016, e as inscrições podem ser feitas na própria Escola, no Terminal Central de Campinas, próximo ao estacionamento, ou pelos telefones: (19) 3387-5375, ou pelo e-mail: topetecapoeira@hotmail.com. O Mestre Topete também tem um projeto bastante interessante no qual dá aulas gratuitas para crianças de 7 a 14 anos.

É isso, caro leitor, cara leitora, busque você o esporte de sua preferência e pratique-o, para que, se em algum momento da vida, seu corpo lhe cobrar saúde, você ter algum saldo em caixa para poder pagar.

0 Comments

Postar um comentário

Copyright © 2009 Cottidianos All rights reserved. Theme by Laptop Geek. | Bloggerized by FalconHive. Distribuído por Templates