0

Unidos da Tijuca faz bela homenagem a Ayrton Senna na Marques de Sapucaí

Posted by José Flávio Santos de Carvalho on 10:07
Terça-feira, 04 de março


De tempos em tempos, Deus deve colocar no meio dos povos, pessoas iluminadas que, independente, do que fazem, podem passar, pelo exemplo da própria vida, uma mensagem que pode mediar entre os povos. Que essa figura do Ayrton, impregne a mente dos jovens de todo o planeta, fazendo com que eles lutem para conseguir o que desejam, mas acima de tudo, usem as armas legítimas que Deus instalou em nós, armas da sinceridade, armas fabulosas da convicção, mas armas que sejam próprias da natureza humana”. Afirma o escritor, Nuno Cobra, no documentário Ayrton Senna: o brasileiro, o herói, o campeão, lançado em 2010. Nuno foi preparador físico de Senna.

É inegável que o mito do mundo automobilístico., foi um ser humano especial e muito querido por pessoas do planeta inteiro. Um homem determinado, vencedor, carismático, que sabia conduzir como ninguém, a rapidez e a agilidade de um carro de Fórmula 1. Era um profissional apaixonado e extremamente dedicado ao trabalho que fazia. Porém, acima de tudo, era um homem preocupado com o bem estar e com a felicidade, não apenas de si mesmo e dos seus, mas das outras pessoas ao seu redor.

Ayrton Senna perdeu a vida em um grave acidente, em 1994, no GP de San Marino. É interessante notar que, pelos circuitos de Fórmula já passaram grandes campeões, e outros novos surgem, porém, nunca vi nenhum outro com o carisma de Ayrton Senna, do Brasil. Em uma ocasião, durante uma corrida no Japão, foi necessário que policiais saíssem à frente, abrindo caminho em meio à multidão, para que o brilhante piloto pudesse passar, mas era tarefa difícil. Como controlar uma multidão ansiosa por tocar em seu ídolo? Ao saber da morte do piloto, o Brasil chorou. Foi grande a comoção em todo o país.

Foi ideia dele o belíssimo projeto Instituo Ayrton Senna, que funciona como uma “ponte sobre as águas turvas”, no sentido de reduzir as desigualdades sociais e trazer um pouco de esperança na vida de tantos jovens e crianças, através de um sério trabalho educacional. Ayrton teve a idéia de fundar essa instituição seis meses antes de sua morte. Foi, justamente, nesse período, entre os meses de fevereiro/março de 1994. Ele estava de partida para a Europa e conversou com a irmã, Viviane Senna, sobre a idéia que tivera, e pediu a ela que desenvolvesse a idéia e, quando ele retornasse ao Brasil, dariam início ao projeto. Viviane não conversou mais com o irmão, Ayrton Senna, nem tampouco ele retornou ao Brasil com vida. Entretanto o Instituto Ayrton Senna – do qual Viviane Senna é presidente – tornou-se realidade e desenvolve um importante trabalho de criar oportunidades de desenvolvimento para jovens e crianças que se encontram à margem da sociedade.



Imagens: http://veja.abril.com.br/multimidia/galeria-fotos/o-desfile-da-unidos-da-tijuca-2014


Em um desfile emocionante, na madruga desta terça-feira, a Unidos da Tijuca, tradicional escola de Samba do grupo especial, do Rio de Janeiro, prestou um tributo a Ayrton Senna. Com o enredo “Acelera, Tijuca”, a escola falou de velocidade e trouxe personagens do mundo lúdico, como The Flash e Spice Rider, Dix Vigarista e Penélope Charmosa, dentre outros que desafiaram as leis da velocidade. Além de trazer para a avenida símbolos de velocidade como o trem bala e a Internet. Entretanto o grande homenageado foi o piloto brasileiro, Ayrton Senna, que se tornou um mito no mundo do automobilismo.

O carnavalesco da escola, Paulo Barros, trouxe para a avenida, elementos que marcaram a carreira do piloto, como por exemplo, a MacLaren Vermelha e branca. O carro de Fórmula 1, surgia de dentro de um elemento cenográfico que imitava os boxes de uma corrida de F1, e era pilotado por integrante da escola de samba, que usava um dos capacetes de Senna. Depois que o carro era guardado nos boxes, surgia uma mesa de troféus.

Levantar a bandeira brasileira no alto do pódio, após as vitórias, tornou-se uma marca de Ayrton Senna. Esse momento emocionante também foi lembrado na Avenida Marques de Sapucaí, por um personagem que, usando o antigo macacão vermelho da MacLaren e o capacete verde  e amarelo, levantava a bandeira do Brasil.

Imagens e momentos marcantes da carreira do piloto foram exibidos em grandes telões colocados nos carros alegóricos causando efeitos belos e emocionantes.

 Viviane e Bruno Senna, irmã e sobrinho de Ayrton, (Em foto acima, segurando a bandeira do Brasil), desfilaram na Avenida do Samba, visivelmente emocionados, ao ver que 20 anos após a morte de Senna, o povo brasileiro ainda lembra-se dele com um grande carinho.


Paulo Barros, um dos homens mais criativos do carnaval carioca, trouxe também para a avenida do samba, um carro alegórico simulando uma pista de kart, com um carro da modalidade, correndo por um circuito montado no próprio carro alegórico. Pneus e fotos de Ayrton foram distribuídos pela alegoria dando um efeito impressionante.

Aliás, foi nas pistas de Kart que Senna se tornou um mestre em corridas na chuva. Foi uma derrota no Kart que o fez ser inigualável nas pistas molhadas. Era a primeira vez que Ayrton corria na pista de Kart, com chuva. Foi uma verdadeira piada. Não conseguia controlar o carro e todos os outros pilotos conseguiam ultrapassá-lo. Ayrton ficou com tanta raiva daquele episódio, que prometeu a si mesmo que nunca mais aquela situação vergonhosa iria se repetir.

Passou a se preparar, então, para correr em dias chuvosos. Quando chovia ele pegava o carro, ia para pista e treinava com bastante afinco, chegando a conseguir a façanha de correr com eficiência, mesmo com pneus lisos e em pista molhada, sob as grandes velocidades que exigem os circuitos de Fórmula 1. Sobre esse fato ele comenta no documentário Ayrton Senna: o brasileiro, o herói, o mito: “Correr com pneus lisos em pista molhada e escorregadia era um tremendo o esforço porque você não sente o carro e tem de se comprometer com certas coisas e não pode se desligar. Tive de arriscar nisto, e compensou. Estou contente”. 

As demais escolas do grupo especial também mostraram um belo espetáculo. Em seus sambas enredos falaram de História do Brasil, cultura africana, História da Comunicação, dentre outros temas. Com carros e fantasias luxuosas e, principalmente, com bastante alegria as escolas de samba apresentaram belíssimos desfiles. 



0 Comments

Postar um comentário

Copyright © 2009 Cottidianos All rights reserved. Theme by Laptop Geek. | Bloggerized by FalconHive. Distribuído por Templates