0

Retratos do Brasil nas aquarelas de Silas de Oliveira

Posted by José Flávio Santos de Carvalho on 22:04

Sábado, 01 de março

Imagem: http://casinhadavovoro.blogspot.com.br/2012_02_01_archive.html

Já é carnaval na terra do samba, do frevo, do maracatu, do forró, da bossa nova e tantos outros ritmos envolventes e, para entrar no clima de festa, apresento a vocês uma pérola do gênero samba-enredo. Uma verdadeira obra prima é música, Aquarela Brasileira, composta por Silas de Oliveira, samba feito para a escola de samba Império Serrano, no ano de 1964. Em 2004, a Império Serrano, desfilou na Avenida Marques de Sapucaí, passarela do samba, ao som de uma reedição de Aquarela Brasileira. A jóia rara que é o samba, foi inspirado em um grande clássico da Música Popular Brasileira: Aquarela do Brasil, do compositor Ary Barroso.  A peróla composta por Silas de Oliveira é um Samba-Exaltação – gênero de samba criado em 1939,  exalta as belezas e maravilhas do país.

As aquarelas – tipos de pintura que são feitas com tinta diluída em água – sempre inspiraram compositores e deram um colorido especial às nossas canções, mais especificamente, aos clássicos, Aquarela Brasileira, de Silas de Oliveira, Aquarela do Brasil, de Ary Barroso e Aquarela, de Toquinho.

Imagem: http://www.lapichki.com/pets/vidove_p.php?id=28


As tintas da aquarela de Silas de Oliveira, não pintam apenas um quadro, pintam um belíssimo painel que retrata a grandeza da pátria Brasil, de norte a sul.  Começando pela Região Norte do país, a Amazônia, terra de vastos seringais, com suas importantes seringueiras que nos dão borracha, resinas, vernizes e as mais variadas tintas, o artista vai passeando pelo território nacional. Ainda nessa região, vai ao Pará, na deslumbrante Ilha de Marajó, localizada na Foz do Rio Amazonas.


                                                                                                   Praia de Pipa/RN




Do norte, passa aos estados do Nordeste Brasileiro, com suas praias paradisíacas, e como representantes dessa região, elege o Ceará, terra de Irapuã, Iracema e Tupã, personagens indígenas criados por José de Alencar e imortalizados no famoso romance do escritor, intitulado Iracema. Do Ceará o compositor nos leva à Bahia, terra do grande poeta baiano, Castro Alves, que ganhou o apelido de Poeta dos Escravos, por fazer poesias que enfatizavam a questão do combate à escravidão. Bahia também é terra onde se sente e se vive fortemente a herança da cultura africana, presentes em suas comidas como o acarajé, o abará, e na religiosidade sentida no batuque dos tambores da umbanda e do candomblé. Antes de sair do nordeste, somo convidados a conhecer as cidades de Recife e Pernambuco, onde se dança os ritmos contagiantes do frevo e do maracatu.

Imagem: http://www.etno.com.br/tags/arquitetura/

Terminada a nossa excursão pelo Nordeste, vamos ao Centro Oeste, centro do poder no Brasil, em Brasília, capital do país, onde os edifícios não são apenas monumentos, e sim, arte em forma de concreto.

Imagem: http://www.techtudo.com.br/noticias/noticia/2012/02/google-street-view-fotografara-marques-de-sapucai-durante-o-desfile-das-campeas.html

Não poderia deixar de faltar nessa turnê, os estados da Região Sudeste, representados por São Paulo, - importante centro financeiro do país, com sua garoa e, hoje em dia, com seus quilômetros e quilômetros de engarrafamento – e Rio de Janeiro, das belas praias de Copacabana e Ipanema, lugar onde foi feita Garota de Ipanema, uma das mais músicas mais conhecidas e cantadas em todo o mundo. Rio, capital do samba, dos malandros (ah, que saudades dos tempos que existiam no Rio, apenas malandros!) das mulatas cheias de samba no pé. Rio onde se faz o melhor e mais belo carnaval do mundo.

Imagem: http://www.bigtravel.tur.br/2012/web/roteiros/detalhes/1248/Serra-Gaucha---4-Noites-5-Dias

Que pena! Faltou o Rio Grande do Sul, na letra dessa música. Não tem problema. A gente dedica a ele o último trecho da canção, pois o Sul é terra de bom churrasco e é dono também de uma natureza deslumbrante em seus pampas, suas matas e seus parreirais. Pra encerrar nossa viagem pelo chão deste país e concluindo o nosso belo quadro, feito com aquarela brasileira e pintado pelas sensíveis mãos de Silas de Oliveira, exaltemos a mãe natureza através de suas verdes matas, seus rios de águas cristalinas, suas cascatas e suas belas praias.

A seguir apresento a letra de Aquarela Brasileira, essa “Jóia da Coroa do Samba”, expressão usada pelo Wikipedia, em relação a esse samba-enredo. Apreciem essa maravilha de cenário musical, pintado com os pinceis da música e com as tintas da alegria!

 ***

Imagem: http://g1.globo.com/rio-de-janeiro/carnaval/2013/fotos/2013/02/fotos-desfile-da-imperio-serrano.html
Aquarela Brasileira
(Autor: Silas de Oliveira)

Vejam essa maravilha de cenário:
É um episódio relicário,
Que o artista, num sonho genial
Escolheu para este carnaval.
E o asfalto como passarela
Será a tela do Brasil em forma de aquarela.
Caminhando pelas cercanias do Amazonas
Conheci vastos seringais.
No Pará, a ilha de Marajó
E a velha cabana do Timbó.
Caminhando ainda um pouco mais
Deparei com lindos coqueirais.
Estava no Ceará, terra de irapuã,
De Iracema e Tupã
E fiquei radiante de alegria
Quando cheguei na Bahia...
Bahia de Castro Alves, do acarajé,
Das noites de magia do Candomblé.
Depois de atravessar as matas do Ipu
Assisti em Pernambuco
A festa do frevo e do maracatu.
Brasília tem o seu destaque
Na arte, na beleza, arquitetura.
Feitiço de garoa pela serra!
São Paulo engrandece a nossa terra!
Do leste, por todo o Centro-Oeste,
Tudo é belo e tem lindo matiz.
No Rio dos sambas e batucadas,
Dos malandros e mulatas
De requebros febris.
Brasil, essas nossas verdes matas,
Cachoeiras e cascatas de colorido sutil
E este lindo céu azul de anil
Emoldura em aquarela o meu Brasil.

0 Comments

Postar um comentário

Copyright © 2009 Cottidianos All rights reserved. Theme by Laptop Geek. | Bloggerized by FalconHive. Distribuído por Templates