0

Humanos? Animais racionais? Alguns parecem não ser.

Posted by José Flávio Santos de Carvalho on 00:15
Terça-feira, 05 de abril

Sabiá já não voa mais
Pássaro preto não quer nem cantar
É tanta falta de céu pra voar
É tanta falta de amor pra cantar
Sábia já não tem forças pra curar
Suas asas quebradas , seu orgulho ferido
...
Foge pássaro preto ,que o bicho homem vem aí
Foge sabiá ,que o bicho homem vem aí
Foge pássaro preto, que o bicho homem vem aí
Foge sabiá ,que o bicho homem vem aí ...”
 (Bicho Homem – Grupo Mato Seco)


Caros leitores, caras leitoras, fujo hoje um pouco do campo da política que tem dominado as postagens deste blog nos últimos dias, e falo um pouco de humanidade, da ausência dela, de perseverança, e da superação de nossos próprios limites.

Por muito tempo aprendi nos bancos das escolas que havia duas classes de animais: os racionais, classe na qual estamos inclusos nós, homens e mulheres, e os irracionais, compostos pelos demais integrantes do reino animal. Depois fui crescendo e fui percebendo que os livros escolares poderiam em alguns casos, estar equivocados, e não corresponder à verdade.

Fui percebendo, e mais recentemente, de forma mais intensa, que alguns espécimes do bicho homem — espécime que estufa o peito e se orgulha de fazer uso da razão, de ser um ser pensante — tem mostrado comportamentos insanos, irracionais. Enquanto que os animais ditos irracionais, tem mostrado uma capacidade de expressar amor, doçura, companheirismo, para com os de sua própria espécie, e para com os da espécie humana. Ao analisar o comportamento das duas espécies que habitam a mesma casa comum, fico a me perguntar: afinal, o que é, realmente, ser racional? É apenas saber pensar, mas não saber fazer bom uso desse pensamento, usando para causar o mal, a destruição, e a violação dos direitos do outro? Ou serão mais racionais aqueles que, mesmo sem fazer uso do pensamento, conseguem ter atitudes sensíveis para com o mundo que os rodeia?

Tenho notado que raça humana, não toda a raça humana, mas boa parte dela, tem se embrutecido, esquecendo-se de valores como solidariedade, respeito ao próximo, amor, perdão, e todas essas coisas que enobrecem o homem. E, muitos humanos, em muitos casos, têm assumido comportamentos de animais selvagens, desses que nunca conheceram a civilização e que, portanto, não sabem utilizar a ferramenta mais poderosa que o homem tem a seu dispor, que é arte do dialogo.

E esse comportamento antissocial é assumido desde pequenas discussões, desde pequenos conflitos, como por exemplo, um insignificante conflito no trânsito que acaba em violência, e ás vezes atém em morte, como nas questões mais complexas nas quais estão envolvidos os valores culturais e religiosos de um povo, como por exemplo, a atitude fundamentalista dos grupos radicais.

Tenho pensando muito nos motivos pelos quais as pessoas estão deixando de ser pessoas e agindo como animais, mas não como animais dóceis e simpáticos ao convívio humano, como por exemplo, os cães, os gatos, os papagaios, e outros animais domésticos, mas sim, como feras enjauladas nas próprias grades que elas mesmas criaram.

Porque resolvi colocar no papel estas reflexões? Poderia exemplificar uma série de motivos, cada um mais forte que o outro, a partir da minha observação dos atores da novela social que vejo se desenrolar cada dia ao redor do mundo em que vivo. Mas o fato que motivou a escrever esse texto foi uma menina do interior de São Paulo recupera-se de um câncer no cérebro, e que em sua luta intensa pela vida, foi vítima de alguém que se sentiu ofuscado pelo brilho que emana de sua coroa de espinhos. O nome dessa menina é Lorena, e ela mora em Jaú, no estado de São Paulo.

Lorena seguia uma vida normal para qualquer criança, quando, no ano de 2015, foi diagnosticada com um tumor no cérebro. Para a maioria das pessoas isso teria sido o fim, pois com a perda dos cabelos, perderiam também a autoestima e, consequentemente, a vontade de viver, mas não para Lorena. Longe de se trancar em seu mundo e se deixar corroer pelo desanimo e pelo abatimento, a menina correu para a luz do sol, resolveu viver ainda mais intensamente, e cuidar em colocar alicerce em seus castelos feito de nuvens.

Penso que foi essa força de vontade que a levou a vencer a doença, mas como todos devem imaginar, uma doença desse porte costuma deixar sequelas físicas e emocionais. E foi, justamente, durante essa dolorosa recuperação que o céu dos sonhos de Lorena se iluminou e ela resolveu arregaçar as mangas e correr em direção à realização de seu sonho.

E o sonho dela sempre fora ter um canal de sucesso no Youtube. Resolveu então montar o canal. “E aí pessoal, tudo bem? Meu nome é Lorena, tenho 12 anos e queria começar um canal [no Youtube] há muito tempo... Meu sonho sempre foi ter um canal de sucesso, e irei correr atrás desse sonho.” Assim ela começou seu primeiro dialogo com o público. Com bom humor e sorriso nos lábios ela não tem vergonha de tirar a toca e mostrar a careca e dizer que a própria careca é linda porque ela teve câncer, está ainda em tratamento, mas já não tem mais o tumor que tanto mal lhe causou.

A menina fala ainda de sua voz pausada e diz que tudo é consequência do tratamento. Ela também conta isso com muito bom humor: “Por conta da cirurgia eu fiquei com a voz fina e falo um pouco lento, mas não liguem, tá? E às vezes eu dou umas tremidinhas, e tal, mas não liguem, isso é normal.” Ela se mostra determinada quando fala que, por causa da doença, perdeu os movimentos e não está andando, “Eu ainda não estou andando, mas irei andar novamente. Só não sei quando, mas eu vou”, afirma ela de forma categórica.

O canal e a sinceridade de Lorena caíram no gosto do público e, em menos de dois dias, o canal, Careca TV, já tinha sido visto 900 mil vezes. E a estrela da menina continuou brilhando e os acessos aumentando.

Aí entram os irracionais disfarçados de humanos a que me referi. O canal de Lorena no Youtube ganhou ainda mais visibilidade após a menina falar de seu trabalho no Fantástico, no domingo, 27 de março. Um hacker não gostou da projeção que o Careca TV estava conquistando, e, já na madrugada de segunda (28), tirou do ar os dois vídeos de Lorena, que, juntos, somavam milhões de acessos. Apenas o primeiro vídeo postado por Lorena já tinha mais de 4 milhões de acessos ao ser deletado pelo hacker.

Lorena chorou muito ao saber que o seu canal tinha sido hackeado e que seus vídeos tinham sido deletados. Pensou em desistir. Porém, desanimo é uma palavra que a família de Lorena não conhece. Ainda na mesma madrugada, Larissa, irmã de Lorena, resolveu criar outro canal. O computador que hackeou o canal de Lorena foi rastreado e a polícia o situou na cidade de Recife, no estado de Pernambuco. Amigos, familiares e outros youtubers estão se mobilizando para divulgar o novo canal de Lorena.

Achei de uma dignidade e de uma persistência surpreendentes a fala da menina na entrevista ao Fantástico, que novamente exibiu reportagem sobre o caso de Lorena. Dizia ela no Fantástico de domingo (03) que ela havia criado outro canal e se os hackers a atacasse novamente, ela criaria outro, e se fosse novamente hackeada, criaria outros, e assim por diante, sem desistir nunca.

Por toda essa brutalidade demonstrada por alguns humanos?, acho que alguns animais merecem tratamento mais digno que muitos humanos, que me perdoem os radicais, mas é isso que penso.

Mas se a falta de humanidade de uns é um fato, a abundancia dela em outros nos traz vida e esperança de que as coisas podem ser diferentes. Atitudes corajosas como as de Lorena idem. Além de nos encorajar a nós próprios, também nos inspiram na luta contra as nossas próprias limitações. 

Abaixo, segue link para o canal Careca TV. Vale a pena conhecer essa pequena guerreira:


0 Comments

Postar um comentário

Copyright © 2009 Cottidianos All rights reserved. Theme by Laptop Geek. | Bloggerized by FalconHive. Distribuído por Templates