0

Menino de 7 anos, deficiente visual, dá exemplo de entusiamo, alegria e força de vontade

Posted by José Flávio Santos de Carvalho on 00:23
Quarta-feira, 04 de março


Ontem um menino que brincava me falou
Hoje é a semente do amanhã
Para não ter medo que este tempo vai passar
Não se desespere, nem pare de sonhar
Nunca se entregue, nasça sempre com as manhãs
Deixe a luz do sol brilhar no céu do seu olhar
Fé na vida, fé no homem, fé no que virá
Nós podemos tudo, nós podemos mais”
Vamos lá fazer o que será”.

(Nunca Pare De Sonhar – Gonzaguinha)



A vida é um mar e você tem de se jogar sem medo. O mar é perigoso e, como diz o mestre do samba, Paulinho da Viola: “O mar não tem cabelo que a gente possa agarrar”. Apesar disso, quando exploramos o território, digo, o mar que temos à frente, e sentimos que a área é segura, então podemos mergulhar à vontade. Por que não aproveitar aquele mundo de água, e nele se banhar, e cantar, e mergulhar, e brincar na areia, e namorar… E tantas outras coisas prazerosas que se pode fazer, ou não fazer, à beira da praia. O que nos limita à beira-mar? Há uma infinidade de água, areia, sol, céu azul e brisa mansa, tudo parecendo ter sido feito exclusivamente para nós. Por que então não desfrutar desses verdadeiros tesouros da natureza?

Assim também é na vida. O que nos limita? Uma deficiência física? O tempo? As contrariedades e dificuldades? Para quem tem espírito decidido e vontade forte, todas essas coisas são de somenos importância e, coisa importante, não o impede de sonhar, de querer sempre o melhor que a vida pode oferecer. Quando raciocinamos dessa forma, logo pensamos nos adultos, mas há crianças que também podem e sabem ser águias, que sabem ser livres e capazes de voar.

Ontem, por volta da uma hora da tarde, estava com a TV ligada, porém, estava fazendo outras atividades em casa, apenas ouvindo o programa Globo Esporte, na Rede Globo. O simpático Tiago Leifert conduzia, a apresentação do programa, chamando sempre matérias interessantes e bem elaboradas sobre futebol. Em uma dessas matérias, ouvi uma voz agradável e entusiástica de criança, que falava com acentuado sotaque nordestino — sotaque que eu amo de paixão. O garoto falava de futebol. Parei as atividades que fazia no momento e fiquei atento a reportagem, logo estava sentado no sofã, para dedicar atenção total ao programa.

Fiquei ainda mais surpreso quando, vi que aquele menino, no campo de futebol, falava com propriedade sobre o tema, sobre o clube do coração, sobre o time do Santa Cruz — time pernambucano da Série C, do Campeonato Brasileiro de Futebol — era deficiente visual. Imaginem o que significa ser um apaixonado por futebol sem dispor desse orgão dos sentidos. Pois João Gabriel, esse é nome do pequeno torcedor, é apaixonado por futebol. Conheçe não apenas a Serie C, do Campeonato Brasileiro, mas também as outras competições e acompanha outros jogos do Brasileirão.

Para “assistir” e vibrar com os lances das partidas, o rádio é sua visão. O garoto poe os fones de ouvido, sintoniza a estação de rádio que transmite as partidas, e se diverte tanto quanto os outros. Durante a matéria, o João Gabriel, corrigiu até o pai, que falou errado o nome de um jogador do Santa.

Fiquei vendo aquele menino cheio de alegria, energia e sonhos e fiquei pensando em quantas pessoas, de posse plena de todos os orgãos dos sentidos, vivem a se lamentar e a se esquecer de sonhar.

Abaixo compartilho a reportagem do Globo Esporte.

***



Torcedor do Santa Cruz dá lição de força de vontade e amor ao time coral

João Gabriel Polo Norte, de 7 anos, é cego desde os três meses de idade, mas a limitação visual nunca impediu que ele torcesse pelo Tricolor

A torcida do Santa Cruz é numero e sempre há tricolores nas arquibancadas do Arruda para acompanhar o treino dos jogadores. Antes do duelo contra o Fortaleza, um torcedor em especial se destacava. Era o menino João Gabriel Polo Norte, de 7 anos. Mesmo sem poder enxergar – ele é cego dos dois olhos –, ele desenvolveu a paixão pelo Mais Querido e aprendeu a tirar proveito dos outros sentidos para incentivar seu time de coração.

João Gabriel nasceu com uma doença congênita (Amorose Congênita de Leber) e foi diagnosticado com cegueira aos três meses de idade. Mesmo assim, o garoto cresceu aprendendo a ver. Sentir. E esse sentimento canalizou-se para o amor pelo Santa Cruz. Acompanhado pelo pai, João Mendes Júnior, o menino fez a sua primeira visita ao estádio do Arruda. Queria conhecer o clube por qual nutre um sentimento enorme e os jogadores que fazem parte do elenco tricolor.

- Fico assistindo aos jogos do Santa Cruz em casa. Quando o time faz um gol, minha vontade é de soltar fogos de alegria - exalta, com um sorriso largo no rosto.
O pequeno tricolor participa das atividades do Instituto dos Cegos do Recife, local onde aprende a desenvolver suas capacidades sensoriais além da visão. De acordo com o pai do garoto, o local ajudou a criar a paixão pelo esporte, já que ele pratica jogos de xadrez, damas e às vezes futebol. É neste último que o pequeno torcedor do Santa Cruz mais se apega e revela o desejo para o futuro.

- Quando eu crescer vou ser goleiro do Santa Cruz. Gosto muito de todos os jogadores, mas lembro bastante do Tiago Cardoso, que é aquele que mais escuto. Ele é o mais importante aqui no Arruda.

Em meio às brincadeiras com a bola, o garoto conheceu boa parte do elenco coral. A troca de experiências foi bastante comentada entre os jogadores, inclusive como uma motivação pelo trabalho.

- Fiquei admirando a alegria e o sorriso dele desde a hora que chegou. É uma motivação a mais para a gente e nos faz pensar de quantas vezes reclamamos da vida inutilmente. Este garoto dribla esse problema atípico com muita determinação e alegria e isso é o mais importante - ressaltou o atacante André Dias.

E na hora do encontro do futuro goleiro tricolor com o atual, Tiago Cardoso, uma promessa. O camisa 1 do Santa Cruz revelou que pretende dar um presente ao jovem Gabriel. Desta vez, para o pequeno sentir o essencial dentro do estádio cheio.

- Próximo jogo você vai entrar em campo comigo. Prometo - revelou Tiago, para satisfação do pequeno tricolor.

O Santa Cruz entre em campo neste domingo, pela Série C, contra o Fortaleza. O time precisa vencer para poder retornar ao G-4 do Grupo A da competição. Atualmente, o time é o sexto colocado de sua chave.

***

Se alguém quiser acompanhar o vídeo da reportagem e conhecer o João Gabriel, segue link no site do Globo Esporte.


0 Comments

Postar um comentário

Copyright © 2009 Cottidianos All rights reserved. Theme by Laptop Geek. | Bloggerized by FalconHive. Distribuído por Templates