0

Desesperar? Jamais!

Posted by José Flávio Santos de Carvalho on 01:02
Quarta-feira, 03 de janeiro
Desesperar jamais
Aprendemos muito nesses anos
Afinal de contas não tem cabimento
Entregar o jogo no primeiro tempo
Nada de correr da raia
Nada de morrer na praia
(Desesperar, Jamais - Compositor: Ivan Lins/Vitor Martins)
 

Réveillon, Praia de Copacabana


Paz! 

Este é o meu desejo para todos os leitores que acompanham este blog, no Brasil, e no exterior. Esteja você onde estiver, em que cidade habitar, desejo-lhe um esplendido 2018.

Desejo-lhes paz, em primeiro lugar, por entender ser ela o ponto de equilíbrio, o trampolim para a conquista dos demais itens passíveis de nos trazer a felicidade. Se você tem amor, mas em seu relacionamento não reina a paz, é possível que, mais cedo, ou mais tarde, perca o amor.

Se você tem dinheiro, mas se falta a paz necessária para usufruí-lo, é possível que perca dinheiro em seus negócios, ou que não o usufrua como deve, o que lhe trará muitas dores de cabeça.

Da mesma forma, se você tem saúde, mas não tem paz, logo, logo, ficará deficitário em saúde.

E assim para as demais coisas da vida. Se lhe falta a paz, com essa ausência virá um cortejo de coisas desagradáveis.  Creio que nenhum, nenhuma de vocês quererá ficar em companhias desses maus agouros, não é verdade?

A verdade é que mais um ano se passou e outro chegou. E o que se fez novo em sua vida? Que promessas feitas no estourar dos champanhes e dos fogos no réveillon de 2017 você fez? Conseguiu cumprir todas ou pelo menos algumas delas? Para muitas pessoas, as promessas feitas na virada do ano ficam apenas na boca, e elas as engolem como engolem os alimentos e as guloseimas servidas nas ceias de Natal e Réveillon. Promessa feita para ser cumprida de verdade exige uma mudança de atitude daquele que a fez, coisa que a maioria das pessoas não faz. Ao contrário, elas sentam-se sobre suas ideias, e daquele pequeno universo ficam a olhar o mundo, e pior ainda, ficam ali, como se senta um reizinho egoísta no trono esperando que o mundo venha lhes servir.

Não. Não deve ser assim com você. É preciso ir em busca dos seus sonhos, das suas aspirações, dos seus sonhos. Se estes lhes fogem, seja insistente, persistente, tal qual caçador que cerca sua presa por todos os lados, estuda suas atitudes, e, no momento certo, joga a rede, ou laço, e a imobiliza e a traz para si. Não deu certo dessa vez, tenta de novo. Não fique a chorar pitangas, nem muito menos pelo leite derramado. O tempo que você passa lamentando o que deixou de fazer é tempo perdido. E na vida, cada minuto deve ser aproveitado. Pense nisso. Pense na fugacidade da vida... E parta para a ação.

Para que o ano se faça realmente novo, é preciso, primeiramente, que você se faça uma pessoa nova, livre dos velhos hábitos e velhas amarras.

Nós brasileiros, atravessamos um ano difícil. O desemprego assustou, a carestia dos produtos assustou, a corrupção nos assustou. E o cenário a se descortinar à nossa frente, ainda não é tão animador quanto gostaríamos. Porém, nada disso deve nos fazer perder a fé, perder a esperança. O otimista é aquele que sabe transformar a crise numa oportunidade. O pessimista é o que transforma a crise num momento de cruzar os braços e se fazer de vítima das circunstâncias. Seja você um otimista. Isso também se chama equilíbrio.

O professor, escritor, e historiador brasileiro, Leandro Karnal, em uma palestra para vendedores, no Rio de Janeiro, assim se expressou: “Equilíbrio é aquilo que nós estamos em plena crise, só que há pessoas neste ano de crise que perderam, outras se mantiveram, e outras prosperaram. Então não é a crise que faz diferença. É a sua reação diante dela. A crise veio para todos os 206 milhões de brasileiros. Há pessoas que afundaram, há pessoas que mantiveram o que tinham, e há pessoas que hoje estão melhores do que estavam há algum tempo. É claro que hoje, no momento da crise, eu vou dar uma pista histórica importante. O que é crise? É quando eu tenho muitas perspectivas diante de mim. Só que a crise é aquilo que separa o amador do profissional. Todo mundo sabe dirigir numa boa estrada em dia de sol. Pouquíssimas pessoas sabem dirigir numa estrada com chuva, à noite, esburacada. A crise separa quem é bom, de quem é ruim, o amador do profissional, de quem veio ao mundo a trabalho ou à passeio”.

Portanto caro leitor, cara leitora. Seja você mesmo o protagonista de sua própria vida. Não transfira à crise, ao seu chefe, ou àqueles que te impedem de avançar, a responsabilidade do que acontece de bom ou de ruim com você. Lembre-se de que, no barco da vida, você está no comando. Você é o capitão, a capitã. Não entregue essa tarefa na mãos de outros, de outras, pois esse outro, essa outra, pode te levar para aguas turbulentas, ou até mesmo, jogar seu barco contra algum rochedo. Claro, tenha o leme nas mãos, mas não esqueça nunca da guia segura do Deus altíssimo.

Por fim, além da paz deseja inicialmente, quero desejar a todos, especialmente para o ano que se inicia, muito amor, sucesso, alegria, prosperidade, e coragem para enfrentar os monstros da crise, da tristeza, das decepções.

Aproveito também para compartilhar um texto do grande médium, Chico Xavier, que sempre trouxe ao mundo, muita paz, sabedoria, e bons exemplos.

***



Mensagem de Chico Xavier


Que Deus não permita que eu perca o ROMANTISMO, mesmo sabendo que as rosas não falam...

Que eu não perca o OTIMISMO, mesmo sabendo que o futuro que nos espera não é assim tão alegre...

Que eu não perca a vontade de TER GRANDES AMIGOS, mesmo sabendo que, com as voltas do mundo, eles acabam indo embora de nossas vidas...

Que eu não perca a vontade de AJUDAR AS PESSOAS, mesmo sabendo que muitas delas são incapazes de ver, reconhecer e retribuir esta ajuda...

Que eu não perca o EQUILÍBRIO, mesmo sabendo que inúmeras forças querem que eu caia...

Que eu não perca a VONTADE DE AMAR, mesmo sabendo que a pessoa que eu mais amo, pode não sentir o mesmo sentimento por mim...

Que eu não perca a LUZ e o BRILHO NO OLHAR, mesmo sabendo que muitas coisas que verei no mundo, escurecerão meus olhos...

Que eu não perca a RAZÃO, mesmo sabendo que as tentações da vida são inúmeras e deliciosas.

Que eu não perca o SENTIMENTO DE JUSTIÇA, mesmo sabendo que o prejudicado possa ser eu...

Que eu não perca a BELEZA E A ALEGRIA DE VER, mesmo sabendo que muitas lágrimas brotarão dos meus olhos e escorrerão por minha alma...

Que eu não perca a vontade de SER GRANDE, mesmo sabendo que o mundo é pequeno...

E acima de tudo...

Que eu jamais me esqueça que um pequeno grão de alegria e esperança dentro de cada um é capaz de mudar e transformar qualquer coisa, pois...

A VIDA É CONSTRUÍDA NOS SONHOS E CONCRETIZADA NO AMOR!

Amorosamente,


Francisco Cândido Xavier

0 Comments

Postar um comentário

Copyright © 2009 Cottidianos All rights reserved. Theme by Laptop Geek. | Bloggerized by FalconHive. Distribuído por Templates